Site icon {Des} Construindo o Verbo por Erick Sant Ana

O Legado de Júpiter – o que você precisa saber antes de assistir

O Legado de Júpiter

Depois dos sucessos como “The Boys”, “The Umbrela Academy” e agora o mais recente “Invencible”, no próximo dia 07 de maio teremos a estreia de mais uma série que subverte o gênero de super-herói. A aposta da vez é “O Legado de Júpiter”.

Baseada na HQ homônima de Mark Miller e Frank Quitelu, a série promete trazer uma nova visão sobre os heróis para a Netflix, trazendo elementos de universos já conhecidos como o da DC.

Nesse post separamos algumas coisas que você precisa saber antes de passar o fim de semana maratonando a série.

Leia também: 5 Séries de comédia canceladas cedo demais

Primeiro de tudo: Assista o trailer oficial de “O Legado de Júpiter”

A sinopse de “O Legado de Jupiter”

“Um épico de super-heróis americano multi-geracional, O Legado de Júpiter segue a primeira geração de super-heróis do mundo que receberam seus poderes no anos 30. Nos dias de hoje, eles são os reverenciados anciãos, mas seus filhos superpoderosos lutam para viver de acordo com os feitos lendários de seus pais. Steven S. DeKnight (Demolidor da Marvel, Spartacus e Buffy, a Caça-Vampiros), que recentemente assinou um contrato com a Netflix, servirá como showrunner e produtor executivo, com Lorenzo di Bonaventura e Dan McDermott também nas posições de produtores executivos da série. DeKnight também irá dirigir o primeiro episódio.”

 

Conheça o elenco e os personagens de “O Legado de Júpiter”

Josh Duhamel como Sheldon Sampson/Utópico

Claramente inspirado no Superman, Sheldon Sampson identidade secreta do Utópico é o patriarca da família e o líder da União da Justiça. Ele quem realiza a expedição quedá poderes aos personagens da história e entre suas habilidades estão: voo, super força, invulnerabilidade, super velocidade e visão de calor.

Leslie Bibb  como Grace Sampson/Lady Liberdade

Uma das fundadoras da União da Justiça e matriarca da família, Grace Sampsom é Lady Liberdade. Seus poderes são muito parecidos com o do seu marido, Utópico, como super força, super velocidade e super sentidos.

Ben Daniels como Walter Sampson/Onda Sampson

Walter Sampson é Onda-Cerebral, irmão de Utópico e segundo na linha de sucessão da liderança da União da Justiça. Ele acredita que o irmão não tem uma visão correta, principalmente no que diz respeito a liderar e por isso, pretende usar sua influência e poderes para conseguir tomar o grupo para si. Entre os seus poderes estão: voo, super força, super velocidade, controle mental e telecinese.

 

Elena Kampouris como  Chloe Sampson

Chloe é filha de Sheldon e Grace, mas diferente dos pais usa seus poderes e influência para conseguir o que quer, isso inclui fama, dinheiro e drogas.
Depois que descobre as verdadeiras intenções do seu tio, ela e seu namorado Hutch Hutchence se unem para tentar mudar o jogo. Entre os seus poderes estão: voo, super força, telecinese e criação de campos de forças.

 

Andrew Horton é Brandon Sampson

Irmão de Chloe e filho de Grace e Shedon, Bradon passa por um grande conflito consigo mesmo por viver sempre a sombra dos pais. Embora ele não veja com bons olhos os super seres que existem no mundo, ao mesmo tempo ele quer ser um grande herói. Essa ambiguidade faz com que ele seja uma pessoa bastante instável.
Seus poderes incluem voo, super força, super velocidade, vilão de calor e invulnerabilidade.

Ian Quinlan como Hutch Hutchence

Por ser filho de Sky Fox, principal inimigo da União da Justiça, Hutch tem um caso secreto com Chloe e é o único filho de um super ser que nasceu sem super poderes. Para compensar teve um intenso treinamento em artes marciais e o bastão que seu pai lhe deu permite que ele consiga se transportar, tornando-o um adversário bem poderoso.

Matt Lanter é George Hutchence/Sky Fox

O principal arquinimigo da União da Justiça, podemos dizer que George Hutchence é inspirado no Viktor Von Doom da Marvel. Ele era um grande amigo do Utópico, mas percebeu algumas injustiças cometidas pelo grupo e acabou se revoltando.
Ganhou seus poderes na expedição liderada por Utópico, assim como os outros membros da União da Justiça. Mas saiu da equipe após sua namorada o trocar pelo Onda-Cerebral. Ele é considerado o maior vilão de todos os tempos e um dos seus maiores feitos foi ter sequestrado o presidente dos Estados Unidos. Seus poderes incluem voo, super força, super velocidade e super inteligência.

É uma sátira da Era de Ouro dos Quadrinhos

A primeira coisa que você deve saber sobre “O Legado de Júpiter” é que ela é uma sátira a Era de Ouro dos quadrinhos, principalmente da Liga da Justiça e dos demais heróis que surgiram nos anos 50.

Falando em Liga da Justiça

Assim como “Os Sete” em “The Boys”, que são uma versão maligna da Liga da Justiça, o Legado de Júpiter também traz sua própria equipe de super-heróis mais poderosos da Terra, aqui a equipe é conhecida como a União da Justiça (sim, muito criativo). Lady Liberdade e Utópico, por exemplo, são inspirados na cara dura em Mulher-Maravilha e Superman.

Casos de Família: Edição super-heróis

Embora seja uma série de heróis, também é uma série sobre família e a maior parte dos conflitos que os personagens passam são com seus parentes, chegando ao ponto onde rola alguns assassinatos. Mark Millar mencionou que se inspirou no Hamlet de Shakespeares em termos de tensão familiar que levou ao assassinato de personagens importantes por seus próprios parentes.

A história não é contada apenas em “O Legado de Júpiter”

A mesma equipe desenvolveu “O Círculo de Júpiter”, uma prequel que vai não contar a história da União da Justiça nos seus tempos de juventude, antes de terem filhos. A história se passa na década de 50 e 60 e fala muito sobre os super-heróis lidando com os seus problemas pessoas enquanto lidavam com grandes acontecimentos da história do mundo naquela época, como a Guerra do Vietnã.

O Legado de Júpiter estreia de 07 de maio na Netflix.

Sair da versão mobile