Roma

É muito interessante perceber como a mais nova produção cinematográfica em preto e branco do serviço de streaming Netflix é realizada para nos trazer memórias. O diretor e produtor Alfonso Cuarón comprovou em um vídeo disponibilizado pela próprio streaming que a ideia é exatamente essa, afinal, o filme tem base em suas memórias de quando era criança. 

Em um filme onde os pontos altos e baixos são com base na vida “simples” de uma empregada doméstica e de uma família que vive no bairro Roma, na Cidade do México, em 1970, é provável que determinado público espere que a monotonia permeie a obra, mas isso não se torna possível devido às grandes mudanças que acontecem ao decorrer do longa.

A memória afetiva trazida pelo viver de Cleo e da Sra. Sofía (interpretadas pelas brilhantes Yalitza Aparicio e Marina de Tavira, respectivamente) é comovente e nos traz todos os sentimentos em uma única película, pois se trata da vida e todxs nós somos capazes de buscar identificações nas ações realizadas pelas artistas que se apresentam (muito bem, por sinal) nesta obra.

Delicado, forte e muito nostálgico, ‘Roma’ é um filme muito importante, ainda mais com a situação atual que os Estados Unidos se encontra, tendo um presidente incompatível, quando se trata de direitos humanos. É realmente singular, bonito e de certa forma controverso ver uma produção Mexicana tendo tanto destaque por sua qualidade e efetividade em um país que negligencia seus cidadãos hispânicos.

Para a felicidade da Netflix, a produção já tem arrecadado bons frutos. Além de ser aclamado pela crítica, é Vencedor do Globo de Ouro de Melhor Diretor e Melhor Filme Estrangeiro. Com a lista liberada pelo Oscar, está empatado com ‘A Favorita’, com 10 indicações, entre elas, a de Melhor Filme e Melhor Filme Estrangeiro.

Por ser o primeiro longa-metragem da Netflix concorrendo na categoria de Melhor Filme no Oscar, é provável que a academia apenas dê o prêmio de filme estrangeiro, afinal, estamos falando do país mais egocêntrico que existe, mas seria uma boa surpresa ver uma mudança.

Curiosidades

Essa foi a primeira vez de Yalitza Aparicio em um filme. Sua irmã foi quem pediu para ela participar do casting no lugar dela, mesmo sem saber para qual filme seria. Ela aceitou, pois sua irmã estava grávida e não poderia participar. Quando passou nas duas etapas, ela foi avisada de que iria trabalhar com Cuarón. A atriz confessou em entrevistas que teve que procurar o nome e foto dele na internet para saber quem era e que quando o viu pessoalmente, achou que estavam tentando enganá-la, pois não se parecia com o que tinha pesquisado. 

Até o momento, Yalitza é uma professora de escola rural no México, porém, com essa virada na vida, em questão de carreira, é possível que ela se dedique a profissão de atriz por um tempo.

Facebook Comments

2 thoughts on “Roma #Oscar”

  1. Eu acho que o preto e branco traz um chamr tanto de forma negativa para positiva,e no caso deve ser algo de muito bom gosto de se assistir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *