Os meus álbuns favoritos do 1º Semestre de 2017

Como faz um certo tempo que não falamos de música aqui no {Des}Construindo, resolvi fazer uma lista com os meus álbuns favoritos que foram lançados nesse primeiro semestre. Embora eu nunca tenha sido muito de acompanhar os lançamentos musicais, pode-se dizer que o ano de 2017 se tornou “O ano que o Erick abraçou o pop” e eu até que acabei acompanhando e ficando ansioso para muitos desses lançamentos e como sou incapaz de fazer um “top 5”,  coloquei eles em ordem de lançamento mesmo. Então, sem mais delongas, confira:

Divide – Ed Sheeran

O Terceiro álbum de estúdio do ruivo mais de exatas que existe, “Divide” definitivamente é o meu álbum favorito do cantor, novamente temos diversas canções falando de amadurecimento e relacionamentos, tanto amorosos, quanto com sua família e amigos. Senti que nesse álbum Ed se arriscou um pouco mais, trazendo até uma pegada irlandesa e africana para algumas das faixas. Minhas favoritas são “Dive”, “Perfect” e “Galway Girl”.
 

 

Harry Styles

Provavelmente uma das maiores surpresas da música nessa ano, se alguém me dissesse que eu não ia parar de ouvir Harry Styles, provavelmente eu iria rir bastante, mas cá estou eu viciadíssimo nesse álbum que possui uma pegada meio anos 60/70. Harry Styles definidamente quis se afastar ao máximo da sonoridade da One Direction e trouxe um álbum sem muitas “firulas”, mas com bastante personalidade e autenticidade, embora lembre bastante o rock clássico de “Beatles” e “David Bowie ”

 



Dua Lipa

Eu descobri a Dua Lipa sabe lá Deus como (provavelmente por conta das “Descobertas da Semana” do Spotify), com a música “Blow Your Mind (Mhwah) e só com essa única música o álbum dela virou um dos mais esperados por mim no ano e quando ele finalmente foi lançado, a espera valeu a pena. Com uma voz única, Dua Lipa acertou em cheio em seu álbum de estreia, com canções que mesclam batidas divertidas e letras cheia de atitude, a cantora inglesa mostra pra que veio com um pop versátil que ao mesmo tempo é dançante e intimista.

 

 

Melodrama – Lorde

Confesso que só fui ouvir “Melodrama” pelo hype mesmo, porque até então a única musica da Lorde que eu gostei mesmo foi “Royals” (sorry, but not sorry), mas imaginem o quão grata foi minha surpresa ao constatar que belo álbum “Melodrama” é. Lorde trás em suas 11 faixas um pop que tá ali no meio entre o “pop farofa” e o “pop alternativo”, trazendo melancolia e batidas contagiantes em todas as canções que se ligam de maneira orgânica, causando uma imersão tão profunda, que quando o álbum chega ao fim o único pensamento é “Mas já acabou?”.

 

 

Evolve – Imagine Dragons

Estava muito preocupado com esse novo álbum da Imagine Dragons, porque embora eu tenha gostado muito de todas as músicas de “Night Visions” (o primeiro álbum do grupo), não gostei de nenhuma das faixas de “Smoke + Mirrors” (o segundo álbum), então não sabia o que esperar de “Evolve”. Felizmente ao ouvi-lo a primeira coisa que pensei foi “MINHA IMAGINE DRAGONS TÁ VIVA”. Com uma pegada bem “pra cima” o álbum, como o nome diz, traz uma evolução a banda que se arriscou e trouxe um pouco mais de pop para sua sonoridade, mas sem perder a identidade já “estabelecida”, embora eu tenha gostado muito de “Evolve”, na minha opinião, ele ainda não conseguiu superar “Night Visions”, principalmente porque não tem nenhuma musica “bad vibes”, como “Demons” ou “Nothing Left to Say”, mas em compensação ele tá repleto de hits.

E quais foram os álbuns favoritos de vocês? Comentem ai em baixo!

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *